Quanto Ganha um Médico no Brasil?

Quanto Ganha um Médico no Brasil?


Os médicos têm entre os mais altos salários de qualquer ocupação no Brasil. A remuneração total média para médicos variam de acordo com a especialidade. A remuneração total para os médicos envolvem os salários, bônus e / ou pagamentos de incentivos, salário pesquisa, honorários e plantões. Em média o salário dos médicos está muito acima da maioria das profissões, tanto no Brasil como no exterior e ao contrário de muitos profissionais nos dias de hoje, seus salários em geral acompanham o ritmo da inflação. O salário médio de um médico no Brasil é de  $8.966,07 reais de acordo com relatório da FGV.

Quanto Ganha um Médico?

Muitas pessoas escolhe se tornar médicos por causa dos salários, mas é preciso colocar na balança se os sacrifícios pessoais e financeiros valem a pena, uma vez que um curso de medicina é bastante caro e um médico geralmente possui um trabalho bastante exigente e estressante (dependendo da especialização e tipo de trabalho). Você tem que considerar o quanto você está disposto a investir na sua educação e o quanto está disposto a trabalhar.

Veja abaixo os salários médios de médicos no Brasil por especialidade por mês.

  • Medicina – Salário Médio: $8.966,07
  • Neurocirurgia: $ 21.000,00
  • Anestesiologia: $ 17.900,00
  • Cirurgia geral: $ 15.270,00
  • Obstetrícia, Ginecologia /: $ 15.060,00
  • Psiquiatria: $ 10.921,00
  • Clínica Médica: $ 7.730,00
  • Pediatria $ 9.690,00
  • Medicina de família: $ 8.267,00
  • Gastroenterologia: $ 11.221,00
  • Oftalmologia: $ 9.040,00
  • Geriatria: $ 8.027,00
  • Neurologia: $ 12.340,00

Outros fatores que influem no salário de um médico são experiência, formação, continuidade de estudos e pesquisas e local de trabalho.

Categories
Tags

1 comment

Add yours
  1. 1
    Sandra Lucia Lodi Peres

    As pessoas só vêem o valor total. Não vêem que, para receberem aqueles R$8.000,00, tiveram que passar em um dos vestibulares mais difíceis e concorridos do país, fazer 6 anos de faculdade e mais 4 a 8 anos de especialização, privam-se da companhia da família nos finais de semana, dia das mães, dia dos pais, Natal, Festas de final de ano, aniversários, reuniões de pais etc além de, na amioria das vezes, não terem garantias nenhumas, pois são profissionais autônomos e, raramente, têm contratos com férias, décimo terceiro, etc. Ou seja, ganham, sim, um valor considerado alto, mas, para que isto aconteça, necessitam abrir mão de amigos, familiares e não têm o mínimo reconhecimento da população e, principalmente, do governo. Duvido que isto seja publicado e, se o for, será por puco tempo. Se eu estiver enganada, ótimo, pois alguns saberão o que é a realidade do médico no nosso país!!

Leave a Reply