Remédios Antidepressivos – Tudo O que Você Precisa Saber

Remédios Antidepressivos – Tudo O que Você Precisa Saber


Um dos medicamentos mais prescritos do mundo poderiam estar fazendo mais mal do que bem, de acordo com um novo relatório da publicação Fronteiras em Psicologia.

“Medicamentos para Depressão foram amplamente aprovados antes que tivéssemos uma lista completa de todos os seus efeitos negativos para saúde”, diz Paul Andrews, Ph.D., professor na Universidade McMaster, principal autor do relatório. “Mas quando você tem um selo de aprovação do governo, todo mundo pensa que está seguro.”

Remédios Antidepressivos

Os Remédios Antidepressivos trabalham aumentando a serotonina, o mensageiro químico que diminui significamente no cérebro em pessoas que sofrem de depressão. Mas enviar doses de seratonina para seu corpo não afeta apenas o seu cérebro, mas muda a maneira que a serotonina trabalha em outras partes do corpo, alterando os padrões de digestão, impulso sexual, e até mesmo a coagulação do sangue em ferimentos. Estudos recentes também descobriram que as pessoas idosas que tomam antidepressivos eram mais propensos a morrer do que as não usuárias.

Outro problema é que a depressão é muitas vezes mal diagnosticada, diz Fernando Góes professor da universidade de medicina Johns Hopkins nos Estados Unidos. Questões familiares, fatores estressantes da vida e histórico de drogas pode dificultar o diagnóstico da depressão.

Veja mais: Conheça os alimentos antidepressivos

Alguns estudos mostram que os benefícios da medicação para depressão têm sido exagerados, alguns pesquisadores concluiram que quando se trata de depressão leve a moderada, os antidepressivos são apenas ligeiramente mais eficazes do que placebos.

Se você sofre de depressão grave que está interferindo com a sua capacidade para executar as tarefas do seu dia a dia, a medicação pode ser boa para você. No entanto, muitas pessoas usam antidepressivos quando as soluções alternativas como exercício, terapia e alimentação funcionariam tão bem ou melhor e com menos os efeitos colaterais.

A terapia pode ajudá-lo a chegar ao fundo das suas questões subjacentes e desenvolver as ferramentas corretas para vencer a depressão sem a necessidade de tomar remédios anti-depressivos. Assim, apesar do tratamento através de medicamentos poder ser benéfico, eles não são a única opção. Cabe a você e ao seu médioc avaliar suas opções e decidir o que é melhor para você.

Os Tipos de Remédios Antidepressivos

ISRS (inibidores seletivos da recaptação da serotonina):  Se o seu médico ​​acredita que você precisa de uma receita para medicamento antidepressivo, ele provavelmente vai receitar um SSRI. Por quê? Eles têm menos efeitos colaterais, diz Fernando Góes.

IRSN (norepinefrina serotonina): IRSNs são diferentes de ISRS principalmente porque eles interagem com a serotonina e a norepinefrina, outroneurotransmissor no cérebro que acreditam estar associado com o humor. Enquanto você pode começar nesta classe de medicamentos, eles tendem a ter mais efeitos colaterais, por isso eles são mais úteis, como segunda instância, se você não responder bem aos ISRSs.

TCA (tricyclicantidepressants) e IMAO (inibidores da monoamina oxidase): Estas são duas das formas mais antigas de antidepressivos. Atualmente eles são raramente prescritos. Se você estiver usando um deles e tiver quaisquer problemas, ligue para seu médico e considere a mudança para um ISRS ou IRSN

Os efeitos colaterais dos Remédios AntiDepressivos

Há muitos tipos diferentes de medicamentos utilizados no tratamento da depressão, incluindo inibidores selectivos da recaptação da serotonina (ISRS), antidepressivos atípicos, os antidepressivos tricíclicos (TCAs) e inibidores da monoamina oxidase (IMAO).

Os efeitos colaterais são comuns em todos os antidepressivos. Para muitas pessoas, os efeitos colaterais são graves o suficiente para fazê-los parar de tomar a medicação.

Os efeitos colaterais dos Antidepressivos ISRS (inibidores seletivos da recaptação da serotonina)

Os antidepressivos mais amplamente prescritos vêm de uma classe de medicamentos conhecidos como inibidores seletivos da recaptação da serotonina (SSRIs). Os ISRSs são conhecidos os antidepressivos como o Prozac, Zoloft e Paxil .

Os SSRIs agem em uma substância química do cérebro chamada serotonina. A serotonina ajuda a regular o humor, mas também desempenha um papel na digestão, dor, sono, clareza mental, e outras funções corporais. Como resultado, o antidepressivos SSRI causam uma vasta gama de efeitos secundários, incluindo:

  • náusea
  • insônia
  • ansiedade
  • inquietação
  • Diminuição do desejo sexual
  • tontura
  • O ganho de peso
  • tremores
  • suando
  • Sonolência ou cansaço
  • boca seca
  • diarréia
  • prisão de ventre
  • Dores de cabeça

Embora alguns efeitos colaterais desaparecem após as primeiras semanas de tratamento, outros persistem e podem até mesmo piorar.

Efeitos Colaterais de Antidepressivos em Geral

Quem toma antidepressivos podem ter efeitos colaterais desagradáveis ​​ou perigosos. Mas certos indivíduos estão em maior risco:

Pessoas com mais de 65 anos: Em pessoas acima de 65 anos, SSRIs representam uma preocupação adicional. Estudos mostram que os medicamentos SSRI pode aumentar o risco de quedas, fraturas e perda óssea em idosos. O ISRS também podem causar sérios sintomas de abstinência se você parar de tomá-los abruptamente.

Mulheres grávidas: A utilização de SSRI durante a gravidez (geralmente na fase final) pode levar a sintomas de abstinência de curto prazo em recém-nascidos após o parto. Os sintomas típicos incluem tremor, agitação, problemas respiratórios leves, e choro fraco.

Adolescentes e adultos jovens: O FDA Americano exige que todos os medicamentos para depressão incluam uma etiqueta de aviso sobre o risco aumentado de suicídio em crianças e adultos jovens.

Pessoas que têm transtorno bipolar: O tratamento para a depressão bipolar é diferente do que para a depressão regular. Na verdade, os antidepressivos podem realmente fazer o transtorno bipolar ou pior desencadear um episódio maníaco.

Devo Tomar Antidepressivos?

As pessoas costumam escolher antidepressivos baseados em efeitos colaterais. Para saber se você tem necessidade e entrar em um tratamento para depressão à base de medicamentos marque uma consulta com seu médico. Descreva os seus principal sintomas e quais medicações você está tomando. Conte brevemente sua história, se há casos de depressão na família para que ele possa verificar a possibilidade de seus sintomas serem devido à outras circunstâncias. Lembre-se, perda de humor não significa necessariamente depressão.

Conte ao médico sobre sue dia a dia. Quanto mais você disser ao seu médico sobre o seu dia-a-dia, o mais provável é que ele vai ser encontrar uma droga com efeitos colaterais mínimos para você. Como efeitos colaterais mais comuns incluem problemas sexuais e ganho de peso, deixe seu médico saber se você tem uma vida sexual ativa ou que você vem lutado com quilos extras.

+ There are no comments

Add yours

Leave a Reply